• semanarioradio

Teresa Machado Luciano apresentou as aquisições realizadas pelo SRS para fazer face à pandemia

Na sequência da monitorização que tem sido feita do evoluir da situação na Região da pandemia de COVID-19, o Governo dos Açores tem desenvolvido, nas últimas semanas, um esforço significativo para reforçar o Serviço Regional de Saúde com os equipamentos de proteção que permitam dotar os profissionais de saúde dos meios necessários ao cumprimento da sua importante função.




Face ao atual contexto de grande procura que se vive no país, na Europa e no mundo, este esforço foi particularmente desafiante e exigiu mesmo um processo negocial persistente no mercado nacional e internacional deste tipo de material hospitalar.

Em face desse processo negocial, estamos em condições de anunciar que o Governo dos Açores já assegurou um reforço significativo de equipamentos de proteção individual destinados aos profissionais de saúde e agentes de proteção civil envolvidos neste combate à pandemia COVID-19, correspondendo a um investimento de 9,3 milhões de euros.

Na prática, foram adquiridas 970 mil máscaras cirúrgicas, 1.058.600 máscaras FFP2, 9.800 máscaras do tipo FFP3 de proteção contra agentes biológicos e 3.250 máscaras com viseira integrada.

Este reforço de equipamentos de proteção individual inclui ainda 59.740 fatos de proteção individual, 62.540 óculos de proteção descartáveis, 57.460 batas de uso único impermeáveis, 2.881.760 luvas não esterilizadas, 142.209 luvas cirúrgicas esterilizadas, 82.712 toucas de uso único e 61.900 proteções de calçado.

Este equipamento, adquirido com caráter de urgência, já começou a chegar à Região, sendo que se continuará a registar a sua entrega gradual e contínua a partir da próxima semana, reforçando, assim, o stock existente nas nossas unidades de saúde e nos serviços que prestam apoio mais direto à população.

Com este investimento garante-se uma melhor resposta do Serviço Regional de Saúde aos Açorianos que dele necessitem devido à COVID-19, mas também melhores condições de trabalho e de segurança aos cerca de 5.200 profissionais da saúde e aos 900 profissionais da proteção civil e bombeiros dos Açores, e a tantos outros funcionários da área social que estão diretamente envolvidos nesta verdadeira missão.

Este reforço de equipamentos individuais pretende garantir aos profissionais de saúde as condições necessárias para responder, em segurança, ao evoluir da situação da pandemia na Região nos próximos tempos.

Naturalmente que a aquisição deste pacote de equipamentos não faz com que a nossa atenção sobre esta componente de combate a esta pandemia seja reduzida, mantendo-se não só a monitorização diária dos consumos e das necessidades que se verificam nos hospitais e nas unidades de saúde de ilha de toda a Região, mas também sempre em aberto a possibilidade de novas aquisições nos mercados nacionais e internacionais.

Por outro lado, está já contratado um novo reforço de reagentes e consumíveis laboratoriais para ampliar a nossa capacidade de realização de testes, com a entrega, já também a partir da próxima semana, do material necessário para os dois laboratórios hospitalares para uma capacidade de 51.000 testes.

Além deste reforço significativo e imediato, o Governo dos Açores continua a desenvolver novos esforços para garantir aos laboratórios de Angra do Heroísmo e Ponta Delgada mais um reforço do material necessário para a realização de testes de despiste do novo coronavírus.

Nunca é demais enaltecer, não apenas o profissionalismo, mas também a dedicação e o empenho que os Açorianos têm sentido dos profissionais de saúde da Região nestas últimas semanas.

O Governo dos Açores enaltece, ainda, o verdadeiro movimento espontâneo de solidariedade que tem surgido na nossa Região, envolvendo cidadãos, mas também organizações e instituições da mais variada natureza e que, na prática, já ascende a um apoio de mais de 600 mil euros em equipamento hospitalar diverso.

Através deste movimento de solidariedade, o Serviço Regional de Saúde conta agora com um reforço de quatro equipamentos, dos respetivos consumíveis e reagentes para os laboratórios de Angra do Heroísmo e Ponta Delgada, que incrementam a capacidade instalada de despiste do novo coronavírus em três vezes mais, com a Região a passar a ter uma capacidade instalada para realizar 300 testes diários.

Através deste movimento de solidariedade, os Hospitais da Região foram reforçados com 29 ventiladores, que se juntam, assim, aos 53 ventiladores que já existiam no Serviço Regional de Saúde.

Através deste movimento de solidariedade, foi garantido também um reforço de 31 equipamentos de monitorização de sinais vitais, ficando o Serviço Regional de Saúde com um total de 237 equipamentos desta natureza.

Através deste movimento de solidariedade, foram também atribuídos ao Serviço Regional de Saúde um vasto conjunto de equipamentos de proteção para os nossos profissionais de saúde, proteção civil e bombeiros.

É, assim, justa uma palavra de agradecimento, em nome dos Açorianos, aos seguintes movimentos e entidades, que passo a enumerar por ordem alfabética:

Academia do Bacalhau da Ilha Terceira,

Academia do Bacalhau de São Miguel,

Agriloja,

Caixa Agrícola dos Açores,

Casa Jota,

Clube Desportivo Santa Clara,

Companhia de Seguros Açoreana,

Farmácia Central da Praia da Vitória,

Frutaria Miguel Estrela,

Fundação Pauleta,

Fundação Pia Diocesana do Bom Jesus – Clínica do Bom Jesus,

Grupo Bensaúde,

Grupo EDA,

Grupo Finançor,

Grupo Ilha Verde,

Level Constellation,

Lions Clube de São Miguel,

Maviripa,

Meka Center,

Micauto,

Monopoly,

Movimento “Todos pelos Açores”,

Paulo Rego Investimentos,

Pronicol,

Santander,

Serralharia do Outeiro,

Simbiente Açores,

Sindicato dos Inspetores da Educação e do Ensino,

Unicol,

Zona de Ideias,

A muitos outros Açorianos que têm também, com os seus donativos, dado o seu contributo para este esforço coletivo da Região,

A muitos Açorianos espalhados pelo mundo, e à sua rede de contactos, que têm facilitado a aquisição de alguns destes equipamentos no mercado internacional,

Ao Grupo SATA, que tem sido um veículo fundamental para transporte dos mesmos para as nossas ilhas,

E a um conjunto extenso de funcionários públicos que tem procurado, de forma incansável, satisfazer as necessidades existentes ao mais diverso nível, numa altura de grande competição internacional por estes bens.

Permitam-me terminar com um veemente apelo a todos os Açorianos.

Estamos numa fase decisiva neste combate à COVID-19 nos Açores, que só terá sucesso se cada um de nós cumprir, de forma escrupulosa, a determinação de ficar em casa e sair apenas nas situações indispensáveis.

É preciso que não nos iludamos com a sensação de fácil segurança que o passar dos dias pode parecer transmitir.

A batalha está em curso. E o Governo dos Açores reforça todos os dias as defesas. Mas quem vai decidir a vitória são todos os Açorianos.

Por isso, sigam as determinações da Autoridade de Saúde Regional, confiem nas decisões técnicas e clínicas em que se baseiam e, sobretudo, protejam-se.

Fiquem em casa. Reduzam as vossas deslocações o máximo possível.

Protegendo-se, protegem a vossa a família, os vizinhos, os amigos, os colegas, toda a comunidade.

Saibam que, todos os dias, em todas as nossas ilhas, um conjunto de mulheres e homens altamente qualificados e empenhados estão a trabalhar, incessantemente, para que passemos todos por esta privação da melhor forma possível.

Protegendo-nos, protegemos também estes profissionais.


Semanário Rádio / GaCS



0 visualização

© 2019 por NF Criado com Wix.com  . Licenciamento

Logo SPA.gif
  • Facebook Clean Grey
  • mixcloud
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now