• semanarioradio

Regionais: CDU Açores exige que o Governo Regional respeito os TSDT

Há mais de duas décadas que os Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica reivindicavam a revisão da carreira, de forma a que fosse reconhecida a importância do seu trabalho, as suas habilitações literárias, o conhecimento e as competências adquiridas e os anos dedicados ao Serviço Regional de Saúde.



CDU-Açores (c)


A aprovação da carreira não foi acompanhada do respetivo diploma que define os critérios de transição e a tabela remuneratória, o que só veio a acontecer dois anos depois a nível nacional. No que toca à RAA, ainda estes profissionais estão a aguardar o reconhecimento devido.


A CDU entende que a discussão e a reposição, alteração e criação de novas carreiras na Administração Pública são matéria do âmbito da negociação coletiva entre as organizações representativas dos trabalhadores e a tutela. Seja o Governo da República ou o Governo Regional o interlocutor, os trabalhadores devem ser ouvidos e respeitados.


O processo, para ser sério e eficaz, deve envolver profundamente os trabalhadores e as suas organizações representativas. Sempre denunciámos a situação que se arrasta há tantos anos, e exigimos o cumprimento do direito constitucional destes trabalhadores. O Governo tem de aceitar prosseguir a negociação coletiva, e considerar as propostas e reivindicações dos trabalhadores. A CDU, seja a nível regional como nacional, tem vindo a intervir sobre estas matéria, mas viu chumbadas a maioria das suas propostas.


Se é certo que reconhecer o mérito de todos estes profissionais de saúde é no mínimo um tributo da mais inteira justiça, dado o esforço suplementar a que a atual pandemia os tem vindo a sujeitar, não é menos verdade que não nos podemos ficar por aí. Para além das manifestações retóricas de agradecimento a quem trabalha diariamente num setor crucial para a vida dos Açorianos, só a garantia do respeito pelos direitos dos profissionais de saúde, a valorização e progressão das carreiras com níveis de remuneração adequados - fatores que influenciam a motivação e o empenhamento dos profissionais de saúde - é que permitem defender e reforçar o Serviço Regional de Saúde.


A CDU continuará a trabalhar para defender os TSDT e o seu direito a terem uma carreira que os valorize e dignifique. Eles não só merecem o reconhecimento público do seu trabalho, como acima de tudo têm o direito inalienável de ver o seu trabalho reconhecido no plano remuneratório.



Rádio Azores High / GaCS

12 visualizações

© 2019 por NF Criado com Wix.com  . Licenciamento

Logo SPA.gif
  • Facebook Clean Grey
  • mixcloud
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now