• semanarioradio

Redes Locais de Intervenção já abrangem quase toda a população açoriana, afirma SR da Saúde

A Secretária Regional da Saúde salientou ontem que praticamente toda a população açoriana está abrangida por Redes Locais de Intervenção, modelo escolhido pelo Governo dos Açores para promoção de estilos de vida saudáveis e prevenção dos comportamentos aditivos e dependências.



GaCS (c)


Teresa Machado Luciano, que falava na assinatura das cartas de compromisso que formalizam a criação das Redes Locais de Intervenção de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória, na ilha Terceira, adiantou que, até ao final do ano, com a extensão às ilhas das Flores e do Corvo, será atingida a “cobertura plena”.


A implementação de Redes Locais de Intervenção, afirmou a Secretária Regional, visa “envolver a comunidade na construção de um modelo preventivo”, através da implementação de “soluções eficazes e diferenciadas para cada ilha e cada concelho”, em linha com as diretrizes do Estudo de Comportamentos Aditivos na Região Autónoma dos Açores – Projeto Vida+.


Para a governante, a intervenção na área dos comportamentos desajustados e das dependências exige “uma abordagem humanista” devido à sua complexidade, mas também “pragmática, centrada no estreitamento de laços e desenvolvimento de competências pessoais e sociais”.


Caberá agora às entidades signatárias elaborar o Plano de Ação Local, refletindo as caraterísticas e necessidades da comunidade, bem como concretizar a sua implementação e avaliação, sob coordenação da Direção Regional de Prevenção e Combate às Dependências.


A Rede Local de Intervenção de Angra do Heroísmo conta com a participação da Câmara Municipal, Cáritas da Ilha Terceira, Casa do Povo de Santa Bárbara, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, Equipa de Coordenação Regional de Intervenção Precoce, EBI Francisco Ferreira Drummond, Juntas de Freguesia da Conceição, Feteira, Ribeirinha, Terra Chã, Santa Bárbara, São Bento, Porto Judeu e Altares, Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo e Unidade de Saúde da Ilha Terceira.


À Rede Local de Intervenção da Praia da Vitória aderiram a Câmara Municipal, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, a Equipa de Coordenação Regional de Intervenção Precoce, a Escola Secundária Vitorino Nemésio, as Juntas de Freguesia de Fonte de Bastardo, Vila das Lajes, São Brás e Porto Martins, a Santa Casa da Misericórdia da Praia da Vitória e a Unidade de Saúde da Ilha Terceira.


Com a criação das Redes Locais de Intervenção dos dois concelhos da ilha Terceira, a Região fica com 16 redes, abrangendo também as ilhas de Santa Maria, São Miguel, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial.





Rádio Azores High / GaCS

17 visualizações

© 2019 por NF Criado com Wix.com  . Licenciamento

Logo SPA.gif
  • Facebook Clean Grey
  • mixcloud
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now