• semanarioradio

PS apela à prudência do PSD/Faial num momento que exige responsabilidade de todos


O Secretariado da ilha do Faial do Partido Socialista lançou hoje, um comunicado a apelar à prudência e à coerência do PSD/Faial num momento que exige responsabilidade de todos, e a resistir à tentação de instrumentalizar aqueles que anseiam por regressar à normalidade, nas deslocações entre as ilhas e entre estas e o continente.




Segundo o comunicado, ninguém mais que o Partido Socialista, e o Governo dos Açores, anseiam pelo regresso daqueles que, perante um dos períodos mais difíceis da nossa história, estão ainda impedidos de regressar à suas ilhas e às suas famílias nas condições em que todos desejariam. Mas também entende que esse regresso deverá ser concretizado em segurança e com a devida prudência para bem dos próprios e dos seus concidadãos.

O Secretariado da ilha do Faial do Partido Socialista relembra que os Açores possuem 6 ilhas sem hospital e sem unidades de cuidados intensivos, com uma população envelhecida, logo, de risco e, essencialmente por esse motivo, não poderá correr riscos de propagação do vírus.

É essa responsabilidade e esse sentido de estado que se exige àqueles que se propõem a governar a Região nomeadamente o PSD que, ao nível regional, até tem apoiado as medidas tomadas pela Autoridade de Saúde e pelo Governo dos Açores para conter a propagação do novo coronavírus, medidas essas que se têm revelado determinantes para os bons resultados até aqui alcançados.

Mas esses bons resultados, não podem fazer com que deitemos tudo a perder.

No comunicado o PS Faial afirma "não deixa de ser curioso que, ao mesmo tempo que o PSD/Faial pede a realização de voos extraordinários para trazer centenas de pessoas do continente português para os Açores, os deputados do PSD/Açores, na Assembleia da República, tenham criticado, e bem, o Governo da República por este não ter atendido ao pedido do Governo dos Açores para fechar o espaço aéreo".

O Secretariado da ilha do Faial do Partido Socialista acusa o Presidente da Comissão Política do PSD/Faial, que é também deputado à Assembleia Regional, de falta de coerência com a dupla posição que assume, pois e segundo o comunicado "defende localmente uma posição mas não refuta a posição contrária do seu partido, nomeadamente do líder do PSD/Açores que, após a determinação da inconstitucionalidade das quarentenas, reiterou o seu apoio à determinação dessas quarentenas na chegada à Região e ser favorável ao excesso de prudência do que à negligência na ação".

O O Secretariado da ilha do Faial do Partido Socialista acusa o PSD/Faial de "oportunismo politico porque se encontra na confortável posição de não ter que assumir a responsabilidade das decisões, porque se fosse Governo, faria diferente do que está a dizer, ou seja, a fazer fé das palavras proferidas publicamente  pelo seu líder regional, faria exatamente aquilo que o Governo Regional está a fazer".

O PS/Faial termina o comunicado afirmando que "jamais colocará em causa o sentimento daqueles que hoje sofrem as consequências desta situação pandémica nomeadamente os que ainda estão longe e garante estar fortemente empenhado na resolução desses constrangimentos causados por uma situação inédita mas manifesta a sua confiança no Governo dos Açores e na Autoridade de Saúde que são quem tem a responsabilidade de salvaguardar a saúde pública e, por essa a via, a responsabilidade de tomar as decisões necessárias, mesmo as que são mais difíceis. Decisões essas que se têm revelado eficazes e que sustentam o bom trabalho desenvolvido e reconhecido por todos".



Rádio Azores High / PS Faial

157 visualizações

© 2019 por NF Criado com Wix.com  . Licenciamento

Logo SPA.gif
  • Facebook Clean Grey
  • mixcloud
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now