• semanarioradio

Bolieiro quer “fazer justiça” às IPSS e reforçar financiamento

O presidente do PSD/Açores defendeu a necessidade de se “fazer justiça” com as instituições particulares de solidariedade social (IPSS) através do reforço do seu financiamento, alegando que se encontram numa situação financeira “muito difícil”.



PSD-Açores (c)


“Estas instituições estão, injustamente, em situação financeira muito difícil, porque se substituem à Região em muitas funções sociais e depois não têm a devida compensação financeira. É preciso fazer justiça às IPSS em futuros acordos de cooperação com estas instituições”, afirmou José Manuel Bolieiro, após uma reunião com o vice-provedor da Santa Casa da Misericórdia da Horta.


Segundo o líder social-democrata, as IPSS “são insubstituíveis no apoio às pessoas mais carenciadas e às famílias mais necessitadas, e o PSD afirma o seu compromisso com estas instituições que são parte integrante do Estado Social”.


“O nosso compromisso é garantir que haja uma relação solidária, cúmplice, complementar e leal entre o Orçamento da Região e as IPSS, pois atualmente estas instituições estão subfinanciadas, o que não é justo”, frisou.


José Manuel Bolieiro lembrou que os serviços prestados pelas IPSS “são cada vez mais solicitados”, nomeadamente nos cuidados prestados aos idosos, sendo por isso necessário um reforço do financiamento público para assegurar um “envelhecimento digno e humanizado”.


“É preciso fazer um apurado levantamento sobre as dificuldades económicas e financeiras das IPSS. O PSD/Açores tem como compromisso garantir a suficiência financeira destas instituições e uma cada vez maior humanização no serviço prestado”, disse.

O presidente do PSD/Açores alertou também que muitos dos funcionários das IPSS “estão a ser penalizados por terem salários inferiores aos dos seus colegas da administração pública”.


“O reforço do financiamento público às IPSS também é necessário para fazer justiça aos seus profissionais. Não é justo que quem trabalha nestas instituições seja remunerado com um salário inferior ao dos que executam as mesmas funções na administração pública”, considerou.


José Manuel Bolieiro aproveitou ainda a ocasião para felicitar a Santa Casa da Misericórdia da Horta pelos seus 500 anos de história, que “são bem a prova da sua resiliência e qualidade na prestação de serviços à população” da ilha do Faial.



Rádio Azores High / PSD-Açores

0 visualização

© 2019 por NF Criado com Wix.com  . Licenciamento

Logo SPA.gif
  • Facebook Clean Grey
  • mixcloud
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now